Um Sítio...Joaquim Vairinhos

Um Sítio...Joaquim Vairinhos
Poesia e Prosa

sábado, 29 de setembro de 2012



não esperava nesta noite
tão sem graça
que me convidasses 
para tua casa
que mistérios 
insondáveis tem alma 
de mulher
que se esquiva
fecha

quando não se espera
desabrocha no instante
como flor na primavera

calcinha rendada
deslizante
por esse teu corpo
esbelto...elegante
num doce gesto
insinuante
nada nem ninguém
o fazia prever

prendeste toda a atenção
sufocaste
minha respiração
atrapalhaste minha mente
como era possível
esse momento
se te tinhas esquivado
toda a tarde
argumentando que
não tinha chegado
ainda o tempo

que belo momento
me proporcionaste
nesse desafio

e assim de partilha
em partilha
tornamos a noite fria
e distante
na nossa madrinha
de fervorosos amantes

emílio casanova, in "Só & Cia"

Nenhum comentário:

Postar um comentário