Um Sítio...Joaquim Vairinhos

Um Sítio...Joaquim Vairinhos
Poesia e Prosa

sábado, 12 de novembro de 2011

Sem saber onde estava acordei estranho,
Situei-me vogando no espaço
Das paredes do quarto.
Encontrei-me nos braços dum sonho.
Como possível  imaginar viver dentro
Da pele duma mulher,
Ser carne em sua carne,
Alma em sua alma,
Corpo dum corpo no seu corpo,
Estranho na distância
Dois em um... em dois  num tempo,
Ela eu... eu ela ... na longa ausência.

Emílio Casanova

Nenhum comentário:

Postar um comentário