Um Sítio...Joaquim Vairinhos

Um Sítio...Joaquim Vairinhos
Poesia e Prosa

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Numa casa de praia algures olvidada
refugio-me num balão líquido de vidro
mirando horizonte azul sobre azul,
vejo nas pegadas húmidas da praia mar
percursos de viajantes sem destino.
Absorvo-as. Caminhos de desejos
de incontornáveis  certezas.
Vou sem vento barco correntes ondas marés.
Pensamento navega nas asas de gaivotas verdes
vestidas .
Conduzem-me a teu coração amante da natureza.
Verde de esperança.

Emílio Casanova, in “Maria”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário