Um Sítio...Joaquim Vairinhos

Um Sítio...Joaquim Vairinhos
Poesia e Prosa

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Há pessoas que surgem
assim como se nasce
sem saber de onde
sem saber porquê
acompanham-nos
vagueando parecendo
as fadinhas como a Sininho.
Vão penetrando
de mansinho
pelos poros
da nossa pele
muitas vezes
sem compreendermos
a importância
que têm
vão conquistando
um espaço que está livre
no nosso coração.
São persistentes
não desistem de chegar`
à alma
buscam encontrar-se
na paz
da complementariedade
para abraçar
talvez uma alma gémea
que existe...
sim
existe na efemeridade
da nossa curta eternidade.

Emílio Casanova

Nenhum comentário:

Postar um comentário