Um Sítio...Joaquim Vairinhos

Um Sítio...Joaquim Vairinhos
Poesia e Prosa

terça-feira, 27 de março de 2012

Ao Poeta ...


Que tua força 
te guarde
entre os ramos
do velho castanheiro
endurecido
pelas neves e golpes
de vento
que corta terra 
rochas e lábios
numa serra
onde sobrevive.
Que tua paz
seja eterna
entre as alvas 
nuvens cansadas de
acariciadas por sol
pálido morno 
preguiçoso.
Que tua razão
te ilumine
no outono da vida
no seu fim de 
tarde
para que tivesse
valido a pena
todas os caminhos
que trilhaste.
Que tua simpatia
perdure
no coração dos que 
amaste
e que mores lá no
fundo do seu canto.
Que tuas palavras
poéticas que escreveste
sejam espelhos
de tua alma
para que todos
conheçam a pessoa
que és.


emílio Casanova, in "Quotidianos poéticos"

Nenhum comentário:

Postar um comentário