Um Sítio...Joaquim Vairinhos

Um Sítio...Joaquim Vairinhos
Poesia e Prosa

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013


Cura de Schopenhauer

Não ter projetos...
não ter aspirações...
não ter esperanças...

estar satisfeito :
com seu quinhão
aceitar o que o mundo
lhe concede no intervalo
entre um nascer de sol
e outro...

viver assim
querendo nada
como schopenhauer
sem desejos
sem amores
para ser livre

penso mínimo
não fumo
não bebo
restaurantes não vou

sem televisão
sem rádio
sem computador

terei depressão

vontade de deitar no lixo
telemóvel

sentei-me
procurando um caminho
para continuar :

na busca de salvação ?
numa sólida relação ?
no amor ?
na compreensão das diferenças ?

no querer conhecer
meus limites...

entrei pelo livro dentro
ficando cercado
por palavras e frases
que me isolaram
de tudo nada
que me rodeava

joaquim vairinhos, in "Só & Cia"

Nenhum comentário:

Postar um comentário