Um Sítio...Joaquim Vairinhos

Um Sítio...Joaquim Vairinhos
Poesia e Prosa

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Roubas-te
quando te deixas roubar.
Será fado
ou destino malfadado
que leva este povo a dar,
a dar.
Quando sofre
ajoelha-se a rezar.
Quando está doente,
vai passar.
Com o Benfica
fica contente.
Com a democracia
desconfia.
Que povo é este o meu
que ditador não esqueceu.
Que povo é este
que adormece melancólico
nos braços de quem
nada lhe deu.
Que povo é este
maltratado e roubado
que cala e consente
perante este Estado.

joaquim vairinhos

Nenhum comentário:

Postar um comentário