Um Sítio...Joaquim Vairinhos

Um Sítio...Joaquim Vairinhos
Poesia e Prosa

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

A festa do silêncio


                                
Sinto os sons que me rodeiam
Na alvura dos silêncios das nuvens
Na espuma líquida do mar
Procuro encostas dos vales
Onde o sol costuma mergulhar.

A música do pensamento
Vem em festa o silêncio festejar
No ar espreguiço meus braços
Agarro os sons do momento
Na esperança de os ver dançar.

Sobem folhas rodopiam folhas
Crianças sussurram jogos de agarrar
Flores calam fundo amores
Reina  a nudez na hora
Beijos silenciam dores
Calai-vos,  chegou a voz
Da bela aurora.

Emílio Casanova, “Ninguém Compra”

Nenhum comentário:

Postar um comentário